Identificamos navegador está desatualizado!

Por favor atualize o seu Internet Explorer

Ou baixe o Google Chrome

Internet Explorer Google Chrome

Cola Bem - Essa marca cola!

  1. Marília (14) 3417 5511
  2. Maringa (44) 3266 4003
  3. Rondonópolis (66) 3427 0001
  • O que é uma argamassa e do que pode ser composta – propriedades?

    A argamassa é composta de aglomerantes, agregados, água e aditivos e o traço varia de acordo com a utilização. As argamassas possuem as seguintes propriedades: plasticidade, aderência, retenção de água, homogeneidade, compacidade, resistência à infiltração, à tração e à compressão e durabilidade.

  • Como deve ser feita a aplicação da argamassa?

    A aplicação varia para cada tipo de argamassa e de acordo com a utilização. De forma geral o procedimento executivo pode ser resumido em: limpeza da superfície da base (para evitar má aderência devido a sujeira); execução de um ponte de aderência (chapisco, etc), aplicação da argamassa , e acabamento de superfície. (dando-se atenção especial ao tempo de cura após execução, antes da entrada da próxima atividade) A mistura é fundamental para o bom desempenho da argamassa. Na mistura garante-se a homogeneização, a padronização do traço e o controle do consumo de água, e assim obtêm-se lotes de argamassas com propriedades iguais garantindo uniformidade à construção. Os aditivos são vários e têm funções diversas que vão desde o aumento da impermeabilidade na argamassa (com uma resina acrílica incorporada no traço, por exemplo) até aumento da resistência (através da redução de água de amassamento).

  • Quais os problemas mais comuns na aplicação da argamassa? E as principais patologias encontradas?

    Observam-se os seguintes problemas na aplicação da argamassa: falhas na limpeza de superfície, dificuldades de acabamento, e tratamento inadequado de juntas, além de falhas geométricas eventuais. As patologias mais comuns são desplacamento de argamassa devido a sujeira do substrato, fissuração de superfície (em locais expostos ao sol), fissuras no encontro de dois materiais com módulos de deformação diferentes.

  • Qual a importância do controle tecnológico e da dosagem da argamassa?

    O controle tecnológico é a forma de garantir que a argamassa que está sendo utilizada está mantendo o padrão especificado inicialmente em projeto durante a utilização. Com ele garante-se que as propriedades previstas inicialmente estejam sendo obtidas dentro de um desvio padrão pré-estabelecido. Isto deve ser feito mesmo para as argamassas industrializadas que apresentam alguma variabilidade entre lotes de produção diferentes. A dosagem é importante para obtenção das propriedades físicas e químicas esperadas na argamassa. Ela varia de acordo com a utilização, podendo-se aumentar e diminuir o fator água-cimento, alterar os aglomerantes (cal ou cimento geralmente), adicionar aditivos, etc.